PANDEMIA E A CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA NO JARDIM DE INFÂNCIA: UM PREDITOR NA APRENDIZAGEM DA LEITURA EM IDADE ESCOLAR

Autores

  • Rita Bonança Universidad Ibericoamaericana

DOI:

https://doi.org/10.37334/riesa.v5i1.58

Palavras-chave:

Pandemia, Educação inclusiva, Consciência fonológica

Resumo

Num período em o governo português adota medidas drásticas para conter a pandemia, provocada pela disseminação massiva de uma variante do SARS-CoV-2, coincidente com a aprovação do novo Diploma que regulamenta o Regime Jurídico da Educação Inclusiva (2018), conclui-se que o ensino à distância não conseguiu garantir a continuidade e a equidade das aprendizagens das crianças em idade pré-escolar. Face a este constrangimento, o presente artigo procura refletir sobre a importância da promoção da consciência fonológica no jardim de infância, visto ser um preditor fundamental na aprendizagem da leitura, para as crianças em idade escolar, num momento em que as escolas fecham, não por vontade, mas por determinação. Este artigo afigura-se, assim, como uma pesquisa qualitativa, recorrendo ao método da pesquisa bibliográfica e documental, emergindo da necessidade de promover junto dos educadores de infância conhecimentos mais aprofundados sobre a consciência fonológica, de forma a atenuar as desigualdades provocadas pelo contexto pandémico e, ainda, assegurar as boas práticas de diferenciação pedagógica, face aos evidentes sinais de exclusão vivenciados. Por fim, apresentaremos algumas atividades e estratégias, na sequência do projeto que foi desenvolvido com crianças de cinco anos, da educação pré-escolar, residentes na Região Autónoma dos Açores.

Downloads

Publicado

2022-08-23