ENSINO MÉDIO DE ARTE “NO ENSINO MÉDIO”

Autores

  • Vinícius Luge Oliveira Universidade Federal de Roraima
  • Ivete Souza da Silva Universidade Federal de Roraima

Palavras-chave:

Educação Básica, Arte, Novo Ensino Médio

Resumo

Esse trabalho resulta do estudo sobre as mudanças nos rumos das políticas públicas educacionais que nos últimos 12 meses assolaram o Brasil. Tais mudanças dizem respeito ao processo de rompimento do frágil véu, da jovem e sempre atacada democracia brasileira, que acabou implicando em transformações da orientação em diversas áreas de políticas públicas, que passam
ao largo das sínteses construídas a partir de debates coletivos. Aqui refletiremos, a partir de uma pesquisa documental Gil (1995), sobre as mudanças na estrutura da educação básica, mais especificamente do ensino médio, utilizando as diversas propostas que culminaram na aprovação do da Lei 13415 de 2017. Buscamos compreender as concepções que perpassam o chamado “Novo Ensino Médio” dialogando com as legislações brasileiras e autores da educação. Compreendemos que o processo construído sem participação da sociedade, desconsidera conquistas históricas e traz uma redação que está causando confusão, quanto ao entendimento da obrigatoriedade da Arte no Ensino Médio, mas que a análise da lei e dos documentos correlatos à sua aprovação demonstram que Arte permanece enquanto componente curricular obrigatório na educação básica.

Biografias Autor

Vinícius Luge Oliveira, Universidade Federal de Roraima


Ivete Souza da Silva, Universidade Federal de Roraima


Downloads

Publicado

2018-12-30