COMUNICAR COM SENTIDO (S) NO SÉCULO XIX EM PORTUGAL: o emblemático ano de 1852

Conteúdo Principal do Artigo

Elvira Rodrigues
João Bartolomeu Rodrigues

Palavras Chave

Imprensa Periódica Portuguesa, 1852, Regeneração

Resumo

Nesta comunicação apresentamos os resultados de um estudo exploratório em torno da imprensa portuguesa no emblemático ano de 1852, o qual corresponde a profundas mutações na sociedade portuguesa, advindas da queda definitiva do Cabralismo em 1851 e do advento da Regeneração. Inovar é a palavra de ordem, acabar com a estagnação e desordem, provocadas pela instabilidade política em que até então se vivia. O universo de publicações periódicas com início em 1852, num total de 34 novos títulos, é significativo e mereceu a nossa particular atenção num contexto de investigação mais vasto, ligado à imprensa no século XIX, em que cada um dos autores se posiciona. Este artigo assenta no levantamento e análise das publicações mencionadas com recurso ao espólio existente na Biblioteca Municipal do Porto e na Biblioteca Nacional, em Lisboa, suportado pela hermenêutica, na análise e na síntese de textos insertos nos 34 periódicos consultados, tendo forçosamente em atenção, não apenas as nossas fontes primárias, mas também uma numerosa variedade de fontes secundárias, nomeadamente, a historiografia e a literatura, para o período em estudo.

Resumo 59 | PDF Downloads 65
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.