Caracterização da diversidade de espécies do Parque Nacional do Bicuar e implicações para a gestão e conservação da biodiversidade

Conteúdo Principal do Artigo

Domingos Fortunato da Silva
Abel Ezequiel Cahali
Felisberto Armando Gomes
José João Tchamba
Francisco Maiato Gonçalves

Palavras Chave

Parque Nacional do Bicuar, diversidade, parcelas, amostragem

Resumo

O Parque Nacional do Bicuar possui uma área de 7.900 km2 e localiza-se na província da Huíla, ascendeu à esta categoria em 1964. Pretendeu-se, com esse trabalho, caracterizar a diversidade florística das espécies arbóreas e averiguar as ameaças que poderão ter implicações na gestão e conservação da biodiversidade no parque. Seleccionamos cinco (5), das quinze (15) parcelas permanentes estabelecidas para amostragem da vegetação (10.000 m2), onde todas as árvores com DAP ≥ 5 cm foram medidas, devidamente identificadas e marcadas com placas de alumínio sequencialmente enumeradas, para permitir a sua posterior re-medição. A análise preliminar destas parcelas mostrou uma densidade estimada em cerca de 3.672 indivíduos, pertencentes a 12 famílias botânicas e 43 espécies. Como presumíamos, a família Fabaceae foi a mais representativa, sendo dominada pelas espécies de géneros característicos do Miombo, tais como: Julbernardia e Brachystegia. Futuramente pretende-se avaliar as taxas de mortalidade, devido, principalmente às queimadas e herbivoria.

Resumo 340 | PDF Downloads 123
Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.